Gripe Suína

As gestantes são pacientes de risco para a gripe suína. Provavelmente, por conta das modificações hormonais, anatômicas e funcionais, as grávidas são mais propensas as formas mais graves da infecção.

Portanto, as gestantes que apresentem quadro sugestivo de síndrome gripal devem procurar à Emergência.

Tal quadro caracteriza-se por: paciente com doença aguda (com duração máxima de cinco dias), apresentando febre  acompanhada de tosse ou dor de garganta.

Gestantes que apresentem febre superior a 38 C, tosse e falta de ar, acompanhada ou não de dor de garganta ou manifestações gastrointestinais, devem ser testadas laboratorialmente quanto a infecção pelo H1N1.

O tratamento deve ser administrado 48 horas após o início dos sintomas. A droga de escolha é o Oseltamivir (Tamiflu) para aquelas pacientes diagnosticadas com a doença. Durante a gravidez, o uso do Oseltamivir deverá ser avaliado perante riscos e benefícios.

Dica: Deve ser realizada frequente higienização das mãos, utilizar lenço descartável para a higienização nasal, cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir, evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca e higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

Anúncios

9 pensamentos sobre “Gripe Suína

    • As consultas de pre-natal habitualmente são mensais. Contudo, entre a 28a e 32a semanas de gestação a frequência passa a ser quinzenal. A partir da 34a a 36 semanas de gravidez a cada 07 dias é o recomendável.

  1. (assunto privado por favor resposta por e-mail)
    Drº Paulo,
    como de costume, meu atestado desses dias já foi motivo de stress, “a bendita” já foi me dando bronca, a dor continua do mesmo jeito, apos 3 horas sentada nesta cadeira já começo a senti-la… acho que semana que vem vou dá uma passadinha no seu consultório novamente, para obter mais uns dias de descanso…
    abraços

  2. Dr. Paulo
    gostaria de saber se posso tomar a antitetanica,conforme recomendação na consulta ou aguardo nova consulta quando levarei os resultados de exames solicitados.
    grata

    • Jacqueline,

      A vacina anti-tetânica dT pode ser administrada em qualquer momento da gestação.

      Entretanto, em alguns postos de vacinação, a informação errada que circula é que a vacina dT é prejudicial quando aplicada até o terceiro mês.

      Para evitar estresse, logo após esse período, encaminhe-se ao posto mais próximo, vai haver tempo hábil para o esquema completo.

      Lembrete: Pelo menos duas doses devem ser administradas até 30 dias antes do parto. Caso seja reforço, apenas uma dose é necessária.

      Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s